Follow by Email

terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

OS 10 ALIMENTOS QUE MAIS CONSOMEM ÁGUA PARA SEREM PRODUZIDOS



OS 10 ALIMENTOS QUE MAIS CONSOMEM ÁGUA PARA SEREM PRODUZIDOS

    Fonte: https://www.greenme.com.br/consumir/eco-shopping/552-os-10-alimentos-que-mais-consomem-agua



Quanta água é necessária para a produção de alimentos? É um dado muito importante, e que nunca encontramos nos rótulos.
A pegada hídrica (water footprint) é o volume de água necessária para produzir um determinado produto em nível industrial, levando em conta seja a água efetivamente utilizada, que a água poluída resultante dos vários processos dentro da cadeia produtiva industrial.
Não surpreendentemente, no que se refere à indústria alimentícia, as primeiras colocações na classificação water footprint ocupam as carnes bovina e suína, fato que nos faz refletir mais uma vez sobre o forte impacto ambiental na criação de animais.
água potável é um verdadeiro ouro azul, raro mas muito necessário para que a indústria de alimentos consiga cada vez mais garantir uma produção contínua. Basta pensar nos países em desenvolvimento no mundo, onde o acesso à água potável é difícil, se não quase ausente, para entender que chegou a hora de pedir à indústria alimentícia limitar o consumo e o desperdício d'água.
Aqui está a classificação dos alimentos que mais consomem água em suas produções, de acordo com os dados da Water Footprint Network.

1. Carne bovina

Para produzir 1 quilo de carne de bovina são necessários 15.400 litros de água.

2. Chá verde

8.860 litros de agua para produzir 1 quilo do chá. E para cada saquinho que contém aproximadamente 3 gramas das folhinhas, são necessários 30 litros de água.

3. Carne de porco

Para produzir um quilo de carne de porco são necessários 6.000 litros d'agua

4. Arroz

Para produzir um quilo de arroz precisamos de 2.500 litros d'água

5. Cana-de-açúcar

Para produzir 1 quilo de cana-de-açúcar são necessários 1.800 litros de água.

6. Pão

Para produzir 1 quilo de pão é necessário 1.600 litros de água.

7. Cevada

Para se obter um quilo de cevada se utiliza 1.420 litros de água.

8. Maçãs

Para produzir uma única maçã é necessário bem 125 litros de água, que sobem para 1.140 litros para cada caixinha de suco de maçã.

9. Leite

Parece incrível, mas para produzir 1 litro de leite se usa 1.000 litros de água.

10. Vinho

Para o vinho a pegada de água é de 610 litros de água por quilo, portanto, um único copo de vinho consome 110 litros de água para ser produzido.

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

Animais de consumo humano e produção de alimentos.

     Dentre todas as atividades, a criação maciça dos animais destinados ao consumo humano faz o uso mais ineficiente dos recursos hídricos. Exemplo: a carcinicultura (criação de camarões em cativeiro) consome comparativamente mais água doce que a irrigação da agricultura. São 50 a 60 mil litros d’água por quilo de camarão produzido. A construção dos viveiros, principalmente no litoral nordestino, degrada nascentes e compromete os manguezais. Além disso, provoca alterações da fauna e flora, piora a qualidade da água potável, polui as águas costeiras com toneladas de excrementos e ainda expulsa os pescadores tradicionais dos mangues. É quase toda voltada à exportação. Beneficia apenas a elite empresarial, que obtém seus lucros em detrimento das comunidades tradicionais e da saúde do bioma litorâneo. 
      O Relatório UNESCO do Fórum Mundial da Água em 2004, revelou o quanto é usado (em média por animal) e apenas nos bebedouros: 
☻ Galinha = 0,1 litro/dia 
☻ Boi = 35 litros/dia ☻ Suíno = 15 litros/dia 
☻ Vaca leiteira = 40 litros/dia Considerando a água necessária na limpeza, o consumo de 1 vaca leiteira, por exemplo, sobe de 40 litros até 90 litros por dia. 
       O chocante é que o favelado dos países pobres tem acesso (em média) a apenas 20 litros de água por dia. 
        Vamos pensar um pouco. Será que somente a água é desperdiçada na atividade da criação de animais para o consumo humano?

Fonte: http://www.ufvjm.edu.br/disciplinas/enf026/files/2012/09/usoanimalalimenta.pdf

terça-feira, 28 de abril de 2015

GLOBO REPORTER TRABALHO INFANTIL NO BRASIL (09-08-2013)

O papel da mulher na sociedade brasileira

Diante dos estudos sobre  a posição da  mulher na sociedade brasileira, os alunos elaboram textos para distinguir a mulher em diferentes épocas. Segue alguns textos que foram gentilmente cedidos por alunos do 7º Ano do Colégio Ibituruna.


Em quase todas as regiões o número de mulheres na população supera de homens, devido elas apresentarem maiores longevidade. Nessas últimas décadas a sociedade atingiu importantes transformações econômicas, política, social que interferiram homens e mulher de maneira, diferente.
     O crescimento da presença de mulheres no mercado é um exemplo de transformações, apesar da ampliação do acesso ao mercado de trabalho, grande parcela das mulheres continua assumindo os trabalhos domésticos. Essas atividades domésticas afeta diretamente na possibilidade de emprego.
    Antigamente as mulheres não tinham direitos, não podiam votar, trabalhar, só podiam casar, ter filhos, e ser dona de casa, mas no decorrer dos anos as mulheres conquistaram seus direitos e atualmente pode trabalhar no que bem entende.

Colaboradora: Maria Eduarda Sepe


Antigamente, o único papel da mulher na sociedade era cuidar da sua casa, fazendo trabalhos domésticos, e cuidar de seus filhos.
               Hoje em dia, há muitas mulheres no mercado de trabalho, não tanto quanto os homens, mas esse número está aumentando. Um grande exemplo, é a atual presidente Dilma Rousseff, que é a primeira mulher eleita presidente do Brasil.
               Em seus trabalhos, as mulheres sofrem muitas dificuldades, como desigualdade nos salários e preconceito. Atualmente, também há muitas mulheres se candidatando para cargos políticos, e conseguindo se eleger à altos cargos.
               As mulheres começaram a entrar no mercado de trabalho, por causa de importantes transformações políticas, econômicas e sociais. E sua população, é muito maior no Brasil do que a dos homens.

Colaboradora: Maria Luísa P. Leal 


No Brasil, o número de mulheres é maior que o número de homens. Um dos fatores responsáveis por isso  é a maior longevidade, ou seja, maior expectativa de vida.
   Nas últimas décadas, a participação feminina no mercado de trabalho vem aumentando, trazendo maior participação no PEA e garantindo maior autonomia. Mesmo com o aumento da participação no mercado de trabalho muitas mulheres continuam assumindo trabalhos domésticos.
   Com a maior participação das mulheres no mercado de trabalho, vários fatores foram alterados: as taxas de natalidade, a desigualdade de rendimentos(salários), a proporção de mulheres chefes de famílias.
   A desigualdade de rendimentos entre homens e mulheres diminuiu devido à vários fatores, entre eles a conquista de mais espaço na vida pessoal, familiar, entre outros.
   A proporção de mulheres chefes de família aumentou devido ao fato da mulher estar sendo responsável pelo sustento da família, com ou sem cônjuge.

Colaboradora: Luísa Heringer


Antigamente a mulher não estava  inserida no mercado de trabalho, pois havia grande preconceito. As pessoas de antigamente (antes de surgir as indústrias) pensavam que as mulheres tinham que assumir apenas os trabalhos domésticos, que envolvem a limpeza da casa, a alimentação, ao cuidado dos filhos e entre outros. Já as meninas de antigamente  não podiam ser da mesma sala que os meninos.
                 Depois do inicio da industrialização as mulheres começaram a ser inseridas na mercado de trabalho, os meninos e meninos passaram a ser da mesma da sala.
                  Cada vez mais as mulheres  vem conquistando seu lugar no mercado de trabalho, conquistaram ate o lugar do homens.
                  Hoje  em dia se vê  mulheres motorista de ônibus, táxi, moto-táxi, van, carteiras, medicas, professoras , hoje em dia temos mais professoras que professores, e vemos principalmente mulheres trabalhando em industrias. E por incrível que pareça  até hoje temos desigualdade  entre homens e mulheres.

Colaboradora: Michele Silva

quarta-feira, 15 de abril de 2015

História de vida

Através do Museu da Pessoa(mueseudapessoa.net), você pode conferir várias histórias de vida que emocionam, que dão exemplo, que nos fazem conhecer pessoas e respeitar o que elas viveram. O que você tem para contar sobre a sua vida?