Follow by Email

quarta-feira, 25 de maio de 2011

Tornado nos EUA deixa 124 mortos e 750 feridos


Washington, 24 mai (EFE).- As autoridades da cidade de Joplin, no estado americano do Missouri, elevaram nesta terça-feira para 124 o número de mortos e para 750 o de feridos do devastador tornado que destruiu boa parte da região no domingo.

O gerente municipal de Joplin, Mark Rohr, disse em entrevista coletiva que os trabalhos de resgate vão continuar. A passagem do tornado deixou um rastro de aproximadamente dez quilômetros de comprimento e quase um quilômetro de largura na cidade.

A empresa de classificação de riscos Eqecat informou que o prejuízo material causado pela catástrofe pode chegar a US$ 3 bilhões.

A força do fenômeno atingiu casas e edifícios do centro da cidade, de 50 mil habitantes, entre eles um hospital, que ficou praticamente em ruínas. As autoridades federais informaram que mais de 8 mil construções foram danificadas.
O Serviço Nacional de Meteorologia classificou o fenômeno na categoria EF-5, a mais alta de sua escala, com ventos de mais de 320 km/h.

Segundo a Guarda Costeira e a Administração Nacional de Oceanos e Atmosfera (NOAA, na sigla em inglês), trata-se do tornado mais mortífero nos Estados Unidos desde 1953.
NOTÍCIA EXTRAÍDA DO SITE MNS NOTÍCIAS

MAS, COMO ACONTECEM OS TORNADOS?


O tornado é uma coluna de ar em rotação acelerada cujo centro apresenta pressão extremamente baixa. Os tornados são comuns na primavera e no começo do verão, sobretudo nas grandes planícies americanas.
Embora os meteorologistas possam alertar a população quando as condições são favoráveis ao aparecimento de tornados, somente agora os estudos estão avançando na compreensão de suas origens e comportamento. Coletar dados sobre eles é extremamente difícil, tendem a aparecer e a desaparecer em uma área antes que os pesquisadores tenham a oportunidade de se aproximar. Apenas recentemente, com a ajuda do radar Doppler, foi possível registrar a exata velocidade do vento de um tornado, que nos mais violentos pode chegar a 450 quilômetros por hora.
Mesmo que todos os detalhes ainda não sejam conhecidos, os meteorologistas possuem idéias gerais de como o processo começa. Como os tornados ocorrem mais freqüentemente, mas não sempre, quando estão presentes tempestades, é lógico supor que as condições necessárias para a formação das tempestades são também favoráveis para os tornados. Ou seja, ambientes quentes e úmidos.
Uma nuvem em funil é comumente a observação do início de um tornado. Se por acaso atingir o solo, ela passa para a próxima fase e é oficialmente designada como um tornado. As paredes de um tornado não são sempre visíveis (como as nuvens), mas são freqüentemente definidas pelos detritos e poeira que sugam até o vórtex.
Quando o funil de um tornado atinge sua largura máxima, algo entre 15 metros e alguns quilômetros, e está perpendicular ao solo, o tornado passa para sua terceira fase e pode ser chamado de tornado maduro. Um tornado maduro é um tornado em sua fase mais violenta, destruindo praticamente tudo em seu caminho.
Há um certo mistério envolvendo a criação e o comportamento dos tornados. As pesquisas deverão afastar esse mistério, mas a fascinação por essa poderosa criação da natureza deve permanecer.
EXTRAÍDO DO TUTOMANIA.COM.BR

Um comentário:

  1. Existe algum levantamento que nos mostra o "ranking" dos países com mais desastres ambientais?

    ResponderExcluir